Soja, agricultura familiar e crescimento populacional são destaques na 19ª Expo Sidrolândia
Por Redação Publicado 7 de setembro de 2017 às 08:00hs

Exposições de animais, leilões, torneios de leite e mostra de trabalhos da agricultura familiar já está acontecendo no Parque de Exposições Waldomiro João Camparim graças à 19ª edição da Expo Sidrolândia, município de mesmo nome que fica a 50 km da Capital. A abertura foi realizada na noite de terça-feira (5) e contou com a presença do governo do Estado através da participação do diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, e o superintendente da Semagro, Rogério Beretta.

Em seu pronunciamento, representando o governador Reinaldo Azambuja, Felini ressaltou a importância de Sidrolândia na economia estadual. “Nesses dois anos e meio de governo já foram investidos em torno de 700 mil em Sidrolândia somente em agricultura familiar, isso em mecionar nos recursos aplicados na saúde e lama asfáltica. Só o asfalto que liga Sidrolândia a Anhanduí [distrito] fará com que os caminhões de São Paulo, que passam por Campo Grande, comecem a passar por aqui e isso gera fluxo de dinheiro na cidade”, afirmou o diretor-presidente da Agraer.

Atualmente, Sidrolândia é sexta cidade com maior população no Mato Grosso do Sul, a segunda em maior produção de soja e a primeira em números de assentamentos, agricultura familiar.

Panorama que é visto com bons olhos pelo superintendente da Semagro – Secretaria de Estado e Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Bereta.

 “Nós estamos com o programa precoce MS totalmente formulado e levando em consideração as características da carcaça, também o processo produtivo dentro das propriedades. A nossa surpresa quando esperávamos abater até 80 mil animais e, já estamos, hoje, com 115 mil animais abatidos dentro do programa. Isso é um motivo de satisfação e comprova o alto nível dos produtores da pecuária. Então, Mato Grosso do Sul tem um potencial muito grande e o município de Sidrolândia se encaixa perfeitamente nisso”, disse.

E ainda destacou a repercussão que isso gera na sociedade. “Os bons  índices da produção rural devem ser comemorados pela sociedade como um todo e não somente pelo produtor.

 Toda a sociedade é merecedora de aplausos quando a gente tem uma produção elevada com sustentabilidade. Toda sociedade de Sidrolândia tem uma participação ativa nos números da a produção rural porque têm serviços de qualidade, empregos e o comércio para vender e atender também as necessidades do produtor rural”, pontuou Beretta.

Nos 40 anos de história de Mato Grosso do Sul, Sidrolândia deu um salto na produção de grãos, especialmente na soja, em que fecha a safra 2016/17 com um incremento de 25% se comparada as 516 mil toneladas do ano anterior.

“Em 1977, o Mato Grosso do Sul tinha uma produção de 476 mil toneladas de produção e, aqui, este ano, fechamos somente em Sidrolândia a safra com 670 mil toneladas em uma área de 196 mil hectares”, afirmou o presidente da Famasul, Maurício Saito.

“Então, podemos ver que Sidrolândia se transformou ao longo dos anos seja na grande, média ou pequena produção. Em termos de agricultura familiar é a cidade com o maior número de assentamentos, o que influencia na qualidade de vida na cidade, valoriza a vida rural e evita a favelização, ou seja, é um exemplo nesse sentido”, ressaltou o dirigente da Agraer, Enelvo Felini.

Com uma população que chega a 54 mil habitantes, incremento de 6,27%, o que representa 3.220 moradores, Sidrolândia se mantém pelo terceiro ano consecutivo como a cidade com maior crescimento populacional, conforme dados do IBGE divulgados em 30 de agosto.

Quadro esse que gera demandas na questão da segurança alimentar, agricultura familiar, com a necessidade de maior oferta de alimentos. “É importante destacar que o grande, o médio ou o pequeno, todos são produtores rurais e assim como é orgulho, em Sidrolândia, termos destaque na produção de milho, soja e carne, também nos motiva os nossos pequenos produtores rurais que levam merenda nas escolas, na Ceasa da Capital e nos mercados da cidade”, lembrou o prefeito Marcelo Ascoli durante o seu discurso na abertura da Expo Sidrolândia.

Também compuseram a mesa de honra da 19ª edição da Exposição o presidente do Sindicato Rural, Rogério de Menezes, o deputado estadual Zé Teixeira, o presidente da Câmara Municipal Jean César França, o superintendente do Senar MS, Lucas Galvan, e o empresário Márcio Arruda, o comandante do do Exército de Nioaque, Moacir Azevedo, e o comandante do Corpo de Bombeiros de Sidrolândia, Alexsander Trindade.