Santos cogita dividir salário de Thiago Ribeiro para ter Marcos Guilherme
Por Redação Publicado 8 de dezembro de 2016 às 14:34hs

A pedido do técnico Dorival Júnior, o Peixe oferece o atacante ao Atlético-PR para contratar o meia. Salário de R$ 300 mil seria dividido pela metade entre os clubes

O Santos quer envolver o atacante Thiago Ribeirona negociação pelo meia Marcos Guilherme, do Atlético-PR. E para convencer o Furacão, o Peixe cogita pagar metade do salário do jogador, que recebe R$ 300 mil.

Marcos Guilherme é um pedido do técnico Dorival Júnior para reforçar o meio-campo em 2017. Já Thiago Ribeiro retorna de empréstimo ao Bahia e não está nos planos da comissão técnica. Além de ceder Thiago, o Alvinegro pode compensar o Atlético financeiramente.

Como tem contrato com o Atlético-PR até março de 2019, o atleta de 21 anos pode ser liberado ao Santos por empréstimo. Essa, inclusive, é vista como a melhor alternativa pela diretoria santista, que não vive boa situação financeira para investir em contratações.

Com passagens por seleções de base, Marcos Guilherme é uma das revelações do clube paranaense, mas conviveu em 2016 com uma sequência de más atuações e o fim do sonho olímpico. Criticado e perseguido pela torcida, amargou o banco de reservas depois de ser titular absoluto em 2015. Ao todo, ele tem três gols e uma assistência em 43 jogos no ano (27 deles como titular).

O jovem de Itararé-SP carrega o peso de ter sido apontado pelo então presidente do Atlético-PR, Mario Celso Petraglia, como a maior revelação das categorias de base do clube em uma entrevista ainda em 2012.

Além de um meia, o Peixe busca dois zagueiros, dois atacantes de lado de campo e um centroavante. O lateral-direito Matheus Ribeiro, do Atlético-GO, e o atacante Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla, já foram contratados e chegam em janeiro.

Fonte: Ge