Recapeamento da Avenida Cônsul Assaf Trad deve começar em até 60 dias
Por Redação Publicado 21 de junho de 2018 às 14:51hs

Considerada importantíssima para a implantação do corredor de ônibus do transporte coletivo na região norte da cidade, a Avenida Cônsul Assaf Trad começa a ser recapeada dentro de 60 dias, prazo estimado para a conclusão das obras de travessias da rede de esgoto que estão sendo realizadas pela Águas Guariroba no bairro Nova Lima. O projeto prevê a implantação do asfalto novo no trecho entre a rotatória com rodovia federal BR-163 e a Rua Marques de Herval, em frente ao terminal Nova Bahia.

O recapeamento neste trecho foi autorizado nesta semana pela Caixa Econômica Federal, que aprovou a reprogramação das obras de drenagem e pavimentação do Bairro Nova Lima, Etapa A. Neste, também será feito o recapeamento e a duplicação das Avenidas Zulmira Borba e Marques de Herval, transformando-as em duas importantes vias comerciais e de ligação para bairros como o Nova Lima, Oscar Salazar, Campo Belo e Jardim Presidente.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal, no primeiro momento será recapeada o trecho no sentido bairro-centro da avenida Cônsul Assaf Trad, numa extensão de 2,5 quilômetros. A Águas já fez a travessia em tubo armco de 1,20 de diâmetro para escoar a enxurrada captada no bairro Nova Lima até o piscinão existente no Condomínio Alphaville.

No Nova Lima, as obras seguem em várias frentes: expansão da rede de esgoto, calçamento nos trechos já asfaltados (entre outros, na Eugênio Silvério), terraplanagem e colocação da base que precede a pavimentação em algumas vias.

Trechos  da Avenida Cândido Garcia e da Rua  da Randolfo Lima já estão com a base feita e no início da próxima semana deve ser aplicado o pavimento. Na última quadra da Rua Eugênio de Lima, antes de atravessar a Jerônimo de Albuquerque, foi  constatada a necessidade de rebaixar a rede de água quando era feita a terraplanagem.

Da interrupção ao recomeço

Até a interrupção da obra, em novembro de 2017, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), já haviam sido executados 7,44 km de um total de 20 km de pavimentação (exatos 19,38 km) e mais de 90% da drenagem programada (8.028,85 km dos  8,75 km projetados).

A interrupção aconteceu porque a empresa responsável pelo abastecimento de Campo Grande, a Águas Guariroba, parou a implantação da rede de esgoto depois que o Tribunal de Contas suspendeu a prorrogação do contrato com a Prefeitura Municipal para mais 30 anos. A Caixa não autoriza o andamento de obras financiadas com recursos do FGTS, como este projeto, em regiões onde não haja rede de esgoto.

Depois que o TCE/MS garantiu a prorrogação da concessão por mais 18 anos, até o julgamento do mérito da ação, a Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos (Agereg) determinou o reinicio da expansão do esgoto em todas as áreas onde há obras de pavimentação em andamento, como o Nova Lima e o Santa Luzia.

A etapa A da pavimentação e drenagem do Nova Lima cobrirá o quadrilátero formado pelas ruas Marques de Herval, Jerônimo de Albuquerque, Zulmira Borba e Avenida Cônsul Assaf Trad. Serão implantados 8,75 quilômetros de drenagem, 19,38 km de pavimentação e 4,78 km de recapeamento.

Nesta primeira etapa da pavimentação está programado o asfaltamento das ruas: Sócrates; Dona Maria Izabel; Dom Sebastião Leme; Santo Inácio de Loiola;  Júlio Prestes; Eugênio Lima; Randolfo Lima; Assunção  Borba;  Martin Faustino; Botafogo; Eugênio Silvério; Alfredo Borba; Padre Antonio Franco; Firmo Cristaldo; Galileu; Aquiles; Celina Baís Martins, além das avenidas Carlota Joaquina e Cândido Garcia.

Serão recapeadas as ruas: Marques de Herval; Jerônimo de Albuquerque e Avenida Zulmira Borga, uma das principais vias de acesso ao bairro, que também será duplicada, nesta etapa entre a Cônsul Assaf Trad e a Jerônimo de Albuquerque. O trecho complementar será feito como parte das obras do Complexo José Tavares, que serão licitadas em agosto. .