Reajuste salarial de prefeito em MS é investigado pelo Ministério Público
Por André Farinha Publicado 17 de maio de 2017 às 09:48hs
Prefeito de Paranaíba, Roberto Miziara, é investigado pelo MPE-MS (Foto: Reprodução)

O Ministério Público Estadual (MPE/MS) abriu um inquérito investigativo para apurar o reajuste salarial de 30,17% para o prefeito e vice-prefeito, secretários municipais, para o procurador-geral, controlador e o chefe de gabinete do prefeito, e para os vereadores da cidade de Paranaíba. A investigação foi instaurada pelo promotor de Justiça Ronaldo Vieira Francisco, conforme publicação no Diário do MPE desta quarta-feira (17).

O promotor aponta para eventual ato de improbidade praticado pelos vereadores na aprovação do índice, considerado muito acima da inflação do período. O reajuste aos políticos de Paranaíba foi publicado no Diário Oficial do Município há cerca de uma semana, na matéria, também fica instituído o 13º para o alto escalão do executivo e para os servidores comissionados.

O prefeito de Paranaíba é Ronaldo Miziara (PSDB), com o aumento, ele passará a receber mensalmente R$23.417,58, até então o seu salário era de R$ 17.990,00. O vice-prefeito, Cesinha Leal (PSB), recebia R$ 7.126,25 e com o aumento passa a ganhar R$ 9.276,23. Já os secretários municipais, de R$ 6.990,00 para R$ 9.098,88 mensais.

Para Miziara, que está participando da Marcha dos Prefeitos, em Brasília (DF), o aumento em alta escala é por conta do não reajuste salarial dos últimos anos. A última vez que o salário do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais foi reajustado em Paranaíba foi em 2013. Com os reajustes, o pagamento de todos os salários custará aos cofres públicos municipais R$ 1.301.139,84 ao longo de um ano.