Presos na PF em SP, Joesley e Saud seguem hoje para Brasília
Por Avelino Neto Publicado 11 de setembro de 2017 às 05:47hs

Os executivos da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud, que tiveram a prisão decretada pelo ministro Edson Fachin por violação do acordo de colaboração premiada e se entregaram na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, no domingo, serão transferidos para Brasília nesta segunda-feira (11).

Joesley e Saud devem cumprir prisão temporária de cinco dias devido à entrega à Procuradoria-Geral da República, por parte da própria J&F, de áudios comprometedores, segundo os quais a dupla teria omitido informações relevantes nos primeiros depoimentos, feitos sob suposta assessoria do ex-procurador Marcello Miller, poupado da prisão. Ao determinar a prisão, o ministro do STF pediu que a Polícia Federal preserve “a imagem dos presos, evitando qualquer exposição pública”.