Prefeitura realiza estudo técnico antes de iniciar obras rua da 14 de Julho
Por Redação Publicado 12 de dezembro de 2017 às 10:06hs

Antes de iniciar as obras de revitalização da Rua 14 de Julho, com investimento de US$ 56 milhões de financiamento do BID e US$ 56 milhões de contrapartida da Prefeitura, um estudo técnico, denominado gentrificação, está sendo realizado pela Prefeitura de Campo Grande e a equipe do Sebrae/MS. Até agora a equipe vistoriou mais de 230 lojas.

A arquiteta Neila Vieira explica o que é gentrificação e sua função dentro da revitalização da Rua 14 de Julho. “Gentrificação é um fenômeno que afeta uma região ou bairro pela alteração das dinâmicas da composição do local, tal como novos pontos comerciais ou construção de novos edifícios, valorizando a região e afetando a população de baixa renda local. Quando o local é revitalizado, ele passa a ter uma valorização maior e muitas vezes isso provoca aumento de aluguel e expulsa o morador ou comerciante antigo, que pagava um valor dentro de sua possibilidade e com a valorização mobiliária ele pode não conseguir pagar”, explica.

A analista do Sebrae/MS, Andréa Fialho, explica que a equipe do Sebrae foi convidada para fazer a pesquisa que resultará na análise para a execução do projeto Reviva Centro e junto com os empresários realizar as inovações nos empreendimentos.“Nem sempre o comerciante tem condições de arcar com esta valorização do imóvel e acaba se mudando. Isso que chamamos de processo de gentrificação. O BID tem uma preocupação com essa situação e nós profissionais e Prefeitura também temos esta preocupação. Então, estamos fazendo um plano de mitigação do plano sócio–econômico para tentar evitar este processo de gentrificação”, complementa a arquiteta Neila.

“Hoje nós temos um mercado estabelecido de um público que atende o público da 14 de Julho. Com a elaboração e execução do projeto, este público vai mudar e o Sebrae tem o papel de apoiar essas empresas com consultorias, treinamentos e capacitação para os colaboradores. Vamos rever o modelo de negócio, verificar o que eles estão vendendo hoje. A função do Sebrae é verificar os clientes vindouros do projeto, porque vai modificar este público alvo. O Sebrae tem como missão desenvolver os pequenos negócios no Estado de Mato Grosso do Sul. Este desenvolvimento deve ser feito com sustentabilidade e sempre apoiando o empresários”, frisa Andréa.

O acompanhamento das obras por parte da Prefeitura e Sebrae acontecerá antes, durante e depois das obras. O acadêmico de arquitetura e estagiário da Prefeitura, Guilherme Biscaia e equipe fez os levantamentos técnicos de aproximadamente 230 lojas.

“Cada detalhe deve ser anotado, fotografado, para que possamos ter um levantamento próximo da realidade de cada imóvel ou loja visitada por nossa equipe de trabalho. Nós verificamos a estrutura e cada imóvel terá sua ficha técnica”, comenta Guilherme.

A gerente de umas das lojas visitadas pela equipe técnica, Meire Vânia de Moraes, espera que o centro da cidade fique com uma arquitetura moderna. “Com a finalização destas obras esperamos o aquecimento do comércio da Rua 14 de Julho”, finaliza Meire.

O conjunto de ações que visam promover a requalificação urbana nas ZEIC’s Centro, incentivando a ocupação dos terrenos e edificações mediante a melhoria da infraestrutura e dos espaços públicos; da eficiência do sistema de transporte coletivo e da acessibilidade; e fortalecendo a capacidade de planejamento e mobilidade urbana do município.“As obras da Rua 14 de Julho estão previstas para iniciar em janeiro de 2018, e com duração de 20 meses. A previsão de execução de todas as obras é de cinco anos, juntamente com a carência para inicio do pagamento do empréstimo ao BID. O prazo para pagamento do empréstimo será de 25 anos”, frisa Catiana.

Revitalização do Centro

A revitalização do centro compreende na requalificação da Rua 14 de Julho;(BID)Implementação de um projeto piloto de habitação; (BID); Estudos de viabilidade técnica e econômica para áreas de interesse no centro; (BID); Atualização do Plano Diretor de Campo Grande. (PMCG)

Mobilidade Urbana

A mobilidade urbana está voltada para a ampliação e melhoria do Sistema de Transporte Coletivo SIT); com a construção dos terminais; Reforma e Ampliação Terminal Morenão; Faixas preferenciais; Intervenções viárias; Estações de embarque/desembarque. Atualização do PDTMU, Pesquisa OD e Sistema de Simulação de tráfego (BID).