Prefeitura realiza encontro com mulheres para fomentar cursos
Por Redação Publicado 5 de agosto de 2017 às 09:22hs

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subsecretária Municipal de Políticas para a Mulher, promoveu na sexta-feira (04) o encontro de lideranças para mulheres. O evento contou com a presença da subsecretária de Políticas para Mulheres, Carla Stephanini, e da presidente do Comitê Gestor do FAC e primeira-dama, Tatiana Trad.

A subsecretária de Políticas para Mulheres, Carla Stephanini, explicou que o motivo da reunião é a formulação de políticas públicas para assegurar à mulher o exercício pleno de seus direitos e a sua participação no desenvolvimento econômico, social e cultural de Campo Grande.

“É uma reunião com as lideranças e com das mulheres dos bairros. Temos como objetivo mobilizar e mostrar as oportunidades às mulheres que ficam em casa trabalhando muito para a economia, mas algumas vezes, esta atividade no lar não é reconhecida. Para que as mulheres sejam reconhecidas, vamos promover cursos com o apoio do Senar nos setores da agricultura, alimentação, artesanato e informática. Vamos trabalhar mais para valorizar as mulheres e permitir a sua autonomia financeira”, frisou Carla Stephanini.

A presidente do Comitê Gestor do FAC e primeira-dama, Tatiana Trad, reforça que o propósito do prefeito e da equipe da Prefeitura é a valorização da mulher.

“Nós buscamos a valorização da mulher sem a competição com o homem. O que estamos fazendo é a mulher entender o seu valor dentro da família. Ser dona de casa não é tarefa fácil. Vamos promover estes cursos para dar oportunidade para as mulheres de nossa Capital. O FAC está à disposição e vamos dar novas oportunidades para as mulheres que poderão escolher seus cursos. Quem tiver opção de outros cursos pode nos indicar que vamos buscar e atender. Estamos trabalhando juntos por Campo Grande. É o que o prefeito Marquinhos quer trabalhar e deixar um legado, para homens e mulheres”, frisou Tatiana Trad.

A representante do Conselho dos Direitos para as Mulheres, Neuza Socorro da Silva, destacou que a reunião possibilita que os serviços cheguem para as mulheres de todas as regiões da Capital.

“Essas mulheres são as lideranças de seus bairros. Elas, com o conhecimento que possuem, têm o poder de levar para outras mulheres informações sobre os cursos. Elas levam conhecimento dos seus direitos e quais os benefícios oferecidos pelo município. A Subsecretaria da Mulher tem feito seu papel que é o que está acontecendo aqui hoje. A reunião com as lideranças para discutir seus direitos e, principalmente, a participação delas nos cursos que serão oferecidos”, pontuou.

A moradora do bairro Monte Castelo, Ada Lúcia, disse que a reunião tem muita representatividade para as mulheres.

“Todos estes cursos que serão oferecidos são muito importante para nós. A mulher fica dentro de casa ociosa, mas na mente, porque no serviço não. Esses cursos darão novas oportunidades e vamos ter uma ocupação e renda extra”, comentou Ada.

A coordenadora federal da Casa da Mulher Brasileira, Thai Loshi,  também destacou a presença das mulheres líderes dos bairros.

“A prefeitura, por meio da Subsecretaria da Mulher, está oferecendo cursos. Estes cursos são para buscar autonomia. As mulheres  que se dedicam as atividades de casa têm uma oportunidade de participar desses cursos. A partir do momento que vem uma qualificação profissional no próprio bairro que ela mora, ela começa a ter uma renda e busca a autonomia. Isso é espetacular. A mulher vai ter a oportunidade de investir na renda familiar. Terá um importante papel na sociedade, mostrando seus trabalhos”, finalizou.