Por solução definitiva para Antiga Rodoviária, CDL vai à Prefeitura
Por Redação Publicado 15 de março de 2018 às 09:39hs
Na reunião, Adelaido pediu um posicionamento ao prefeito sobre qual encaminhamento será dado para o espaço municipal

Não é de hoje que a questão do Centro Comercial Oeste, chamado de Antiga Rodoviária, é deixada de lado pelas gestões públicas, por isso, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande – CDL CG resolveu abraçar a causa para que o problema seja definitivamente solucionado.

A prefeitura, que é proprietária de cerca de 10% do prédio, também é responsável pela manutenção do entorno, como ruas, iluminação, atendimento à população em situação de rua, e não tomou, até o momento, nenhuma medida efetiva.

Sendo assim, a iniciativa privada, por meio da CDL CG, tomou a frente na causa. Após reunião com proprietários de lojas e salas, o presidente da entidade, Adelaido Vila, acompanhado de representantes do Conselho Municipal de Segurança da Região Central, reuniu-se com o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad.

Na reunião, Adelaido pediu um posicionamento ao prefeito sobre qual encaminhamento será dado para o espaço municipal, pois dessa forma, as empresas que têm interesse em se instalar no prédio poderão fazê-lo com segurança.

Para demonstrar que a solução é bem mais simples do que se imagina, o presidente contou ao prefeito que Universidades, empresas médicas e até mesmo órgãos públicos estaduais demonstraram vontade de ir para o local, inclusive bancando a reforma, e só não o fizeram ainda devido à falta de destinação dos 10% do município e aos graves problemas sociais do entorno.

“A iniciativa privada está ávida em recuperar a rodoviária antiga, ela tem os meios e a disposição para fazer. Agora cabe à gestão pública tomar uma decisão sobre a parte que lhe cabe”, ponderou Adelaido.

Questão social

Na reunião, os representantes do Conselho de Segurança da Região Central relataram as ações sociais que vêm desenvolvendo no entorno da Antiga Rodoviária. Dentre os resultados alcançados pelo Conselho estão o encaminhamento voluntário para tratamento de dependência de drogas de todos os usuários que assim o desejarem, o encaminhamento de 20 pessoas para vagas de emprego, além de conseguirem, junto à SEJUSP, a confecção da documentação daqueles que não a possuem mais.

Em resposta aos questionamentos da CDL CG, o prefeito Marcos Trad informou que a gestão municipal fará uma análise técnica do assunto e dará um posicionamento dentro de uma semana. O presidente agradeceu a atenção do prefeito. “Fomos bem recebidos pelo prefeito, que mostrou disposição em dar os encaminhamentos necessários à parte que cabe ao município, no prédio. Vamos aguardar o prazo que ele pediu, porém não vamos parar enquanto uma solução definitiva não seja conquistada”, finalizou Adelaido.