Policiais Militares participam de reunião com autoridades no Paraguai
Por Redação Publicado 30 de março de 2017 às 10:50hs

Nesta quarta-feira (29), na sede do Palácio do Governo Departamental (estadual) de Canindeyu, na cidade paraguaia de Salto Del Guairá, ocorreu uma reunião entre autoridades brasileiras de Mundo Novo e do Paraguai, para discutir os problemas em comum e de que forma atuar para ameniza-los.

Capitaneado por Juan Carlos Amarilla, titular da Pasta Departamental de Turismo, o encontro teve a participação de alguns secretários estaduais e comandantes da Polícia Nacional de Canindeyu, além de empresários brasileiros do setor de turismo e servidores das Secretarias Municipais de Turismo e Cultural de Mundo Novo, bem como a participação de policiais militares de Mundo Novo.

Foram discutidos vários assuntos, entre os quais mecanismos de controle de pessoas e veículos que adentram a fronteira, cota para compras no exterior, intercâmbio cultural entre as nações, a questão envolvendo a exploração do trabalho infantil na faixa entre o Brasil e o Paraguai e como agir no caso de prisão de pessoas maiores e menores de idade de origem estrangeira.

Amarilla destacou ser preciso fortalecer as parcerias bilaterais, consolidando a integração e dessa forma, melhorar as condições de vida do povo que vive na fronteira. Já o tenente da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Gessé Camargo Júnior, comandante do Pelotão da PM de Mundo Novo, falando especificamente de sua área de atuação, afirmou que ao longo de pouco mais de quatro anos, o trabalho conjunto possibilitou a recuperação de diversos veículos que haviam sido furtados ou roubados no Brasil. A Polícia Paraguaia também fez a detenção em seu País de vários marginais foragidos da justiça brasileira e os encaminhou aos cuidados dos organismos de segurança de Mundo Novo.

“Estamos presenciando em Mundo Novo, aquilo que há alguns era uma utopia, pois quem no Brasil poderia acreditar que um dia, veículos roubados em nosso País e levado ao Paraguai, seriam devolvidos, assim como foragidos do Brasil seriam capturados dentro do Paraguai. Os resultados até aqui obtidos mostram que o estreitamento das relações institucionais já é algo sacramentado e deve ser levado às demais localidades”. Uma nova reunião deve acontecer em meados do próximo mês, na Prefeitura de Mundo Novo, para dar prosseguimento aos debates.