Para superintendente do SRTE/MS, Reforma Trabalhista era necessária e beneficia a todos
Por André Farinha Publicado 23 de julho de 2017 às 08:57hs
Vladimir B. Struck, superintendente Regional/MS

Para o superintendente regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul, Vladimir Benedito Struck, a Reforma Trabalhista, sancionada no último dia 13 pelo presidente Michel Temer (PMDB), favorece o diálogo e beneficia tanto o empregado quanto o empregador. Ainda em sua avaliação, havia sim uma necessidade para a atualização da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), principalmente para que o Brasil possa ser mais competitivo para com o mercado internacional.

“[As mudanças] Favorecem tanto o trabalhador quanto quem emprega e deseja empreender. A Reforma fortalece o diálogo e torna possível algumas realidades que já eram vividas tanto por parte do empregado quanto por parte do empregador, sem deixar de resguardar os direitos assegurados dos trabalhadores.”, declarou Vladimir Struck, em entrevista nesta semana ao jornalista André Farinha, por e-mail, para o site R1 News.

Favorável a Reforma Trabalhista, Struck diz que as mudanças atualizam a CLT, que é de 1943. “Desta data para os dias atuais muitas coisas mudaram, evoluíram, vivemos em um mundo cada vez mais globalizado e competitivo. A Reforma busca abranger mais pessoas nessas novas relações de trabalho, tornando o mercado brasileiro mais atraente e competitivo perante os demais mercados existentes no mundo.”, destacou.

“Temos plena convicção da necessidade dessa Reforma diante deste novo cenário mundial, onde as fronteiras dos países estão mais abertas quando se fala de comércio, indústria, empreendedorismos e competitividade. Se queremos tornar o Brasil um país mais competitivo, aumentar a geração de emprego, fortalecer nossa economia e mudarmos o país para um cenário melhor, isto só será possível pela força do trabalho, para tanto, o Estado e o Judiciário precisam deixar de serem menos impositivos e fomentar as relações entre empregados/empregadores”.

Ainda segundo o superintendente, o Ministério do Trabalho e Emprego teve um papel fundamental na construção da Reforma Trabalhista. “Houve todo o diálogo possível [entre o MTE e o Governo Federal], tendo plena participação do Ministério do Trabalho na apresentação, construção e ações da Reforma Trabalhista”, disse.

As novas regras entram em vigor daqui a quatro meses, conforme previsto na nova legislação.

 

Um ano como superintendente regional

Ex-policial rodoviário federal, Vladimir Struck foi nomeado superintendente regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul no dia 15 de Julho de 2016, substituindo Yves Drosghic. A posse no cargo aconteceu somente no dia 19 de Setembro daquele ano. De lá para cá, ele conseguiu obter importante conquistas, como o aumento no número de emissão de Carteiras de Trabalho, reforma da política de trabalho, entre outras ações.

“Saltamos de 110 a 130 CTPS dia, com 20 dias para entrega, para 210 a 230 dias e entrega das CTPS no ato. Reformulamos as Chefias das Seções, implantando uma política de trabalho em Equipe, cooperação e participação. Fomos a primeira Superintendência do país a implantar o Projeto Arquivoteca, com documentos arquivados e digitalizados. E agora estamos em fase de implantação do Projeto Eficiência Energética, que irá modernizar e gerar economia no consumo de energia de mais de 30%.”, citou o superintendente.

Outro ponto forte da SRTE/MS foi a volta dos trabalhos itinerantes por meio da Unidade Móvel, que leva atendimentos diversificados para municípios do Estado. “Já realizamos diversas ações com a nossa Unidade Móvel, como a emissão de CTPS. Importante destacar que essa Unidade Móvel ficou parada por mais de um ano, totalmente sem uso, e nós a recuperamos novamente.”, pontuou.

Struck lembrou também que, nessa sua gestão, a Superintendência apresentou o primeiro projeto de Arquitetura/Urbanismo de uma Agência Padrão, que será construída no Estado pelo Ministério do Trabalho e Emprego e que servirá como modelo para o País. “Estivemos visitando todas as agências e gerencia do Trabalho no Estado, realizando levantamento de condições, infraestrutura e demais ações que visam à melhoria do atendimento prestado a sociedade.”, completou.

Recentemente, uma das ações promovidas pela SRTE/MS foi a ‘Feira do Trabalho’, realizada no pátio da Câmara Municipal de Campo Grande. Segundo o superintendente, o evento foi um sucesso e deverá ser levado para outras cidades em breve. “Agora estamos trabalhando com um calendário mensal em Campo Grande, mas já há interesse da Prefeitura de Dourados em levar a Feira do Trabalho para aquele município.”, disse.

Também como parte das atividades da gestão de Vladimir Struck na SRTE/MS, foi realizado em Maio o 2° Fórum de Integração Trabalhista. “Nós ouvimos diversos setores e instituições do Estado sobre temas importantes e contraditórios em seus pontos de vista, respeitando as diferenças e opiniões e buscando nessa diferença um ganho para todos.”.

Vladimir ressalta que a Superintendência está aberta para todos os setores e que tem buscando, incansavelmente, o diálogo com as demais entidades de classe, associações e sindicatos representativos. “Temos uma agenda aberta onde, na medida do possível, buscamos atender a todos, visando sempre o interesse do trabalhador/empresário, buscando sempre a dignidade do trabalho acima de tudo.”, destacou.

Voltando suas atenções para os trabalhadores, empresários, e a sociedade em geral, Vladimir Struck reforça seu compromisso como superintendente regional e frisa a importância do trabalho para o desenvolvimento do país. “Estamos na oportunidade de fazer, o Brasil precisa e necessita crescer para o bem de todos nós, Brasileiros. Nosso desejo é entregar um País melhor para nossos filhos, para isso, este País chamado Brasil só irá melhorar pela força do trabalho, este gera riqueza, melhora a qualidade de vida das pessoas, proporciona a dignidade e cria as condições para investimento em saúde, educação e segurança pública.”, finalizou.