Pagamento do 13° a trabalhadores de MS vai somar R$ 2,3 bi, estima Dieese
Por Redação Publicado 27 de outubro de 2016 às 12:00hs

O décimo-terceiro salário será pago a mais de 1 milhão de trabalhadores de Mato Grosso do Sul, somando R$ 2,3 bilhões. O montante é 18,8% maior que o do ano passado e representa 2,8% do PIB (Produto Interno Bruto) estadual. A projeção é do Dieese/MS (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Do ano passado para cá o número de pessoas que serão beneficiadas com o abono cresceu 1,7%, o que significa 17.893 novos trabalhadores. Só entre os empregados domésticos são 6 mil novos funcionários com carteira assinada, número 18,75% maior que em 2015 quando 32 mil pessoas estavam nessa categoria.

Entre os trabalhadores, são 650 mil ou 61,4% de assalariados dos setores público ou privado e 38 mil empregados domésticos (3,6%). Os aposentados e pensionistas que recebem pelo INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social) somam 35% do pessoas que receberá o abono de fim de ano.

Os dados do Dieese/MS também mostram que o valor médio de salário dos trabalhadores do mercado formal, é de R$ 2.531. Os assalariados públicos ou privados recebem R$ 2.620, em média, enquanto que empregados domésticos R$ 1.022. A média salariam de quem recebe pelo INSS é de R$ 1.103.

Em todo o país, o 13° do Centro-Oeste corresponde a 8,9% do valor total do país, enquanto que no Norte é de 4,8%, Nordeste e Sul 16,1% cada e 50,9% é referente ao montante do Sudeste. No Brasil, serão 84 milhões de brasileiros beneficiados o que soma R$ 196,7 bilhões.

Fonte: Campo Grande News