Os jogos das oitavas de finais da Copa do Mundo
Por Redação Publicado 29 de junho de 2018 às 12:31hs

Começa no sábado (30) as oitavas de finais da Copa do Mundo, entre os 16 jogos, talvez o mais aguardado seja logo o primeiro, entre França e Argentina, que acontece às 10 horas (MS). Os Hermanos vêm de uma classificação dramática enquanto que os franceses chegam como fortes candidatos ao título deste ano. A Seleção Brasileira joga somente na segunda-feira (02), contra o México, às 10 horas (MS). A partir de agora, quem perder está fora.

Quem vencer o jogo entre Argentina e França vai encarar o ganhador do duelo entre Uruguai e Portugal, que acontece no mesmo dia, mas às 14 horas (MS). Os uruguaios estão invictos no Mundial, com 100% de aproveitamento, e embalados para a disputa. Já os portugueses vêm caindo de rendimento, especialmente o atacante Cristiano Ronaldo, que não empolgou nos dois últimos jogos da seleção.

No domingo (1º), às 10 horas (MS), a Espanha joga contra os donos da casa, a Rússia, que entrou nesta segunda fase da Copa do Mundo como uma das grandes surpresas. Os russos estão confiantes após vencerem dois jogos por placares elásticos e perderem apenas um (para o Uruguai). Já os espanhóis, à exemplo de Portugal, ainda não demonstraram o futebol esperado e por pouco não ficou de fora das oitavas.

No mesmo dia, mas às 14 horas (MS), acontece o jogo entre Croácia e Dinamarca. Os croatas ainda não perderam na competição e têm demonstrado um futebol bonito, com entrosamento e garra e pode surpreender ainda mais. Os dinamarqueses fizeram uma campanha regular na primeira fase, venceram apenas um jogo (contra o Peru) e empataram os outros dois. Quem vencer aqui enfrenta o vencedor do jogo entre Espanha e Rússia.

Na segunda-feira, às 10 horas (MS), é a vez da nossa seleção brasileira ir à campo. O adversário, México, vem bastante empolgado após uma campanha considerável, com duas vitórias, uma delas contra a Alemanha. O Brasil, por sua vez, ainda precisa convencer dentro de campo, já que a classificação veio de forma bastante suada mesmo contra adversários considerados fáceis tecnicamente.

Mais tarde, às 14 horas (MS), a Bélgica recebe o Japão, outra grande surpresa nestas oitavas de finais. Os samurais conseguiram surpreender ao vencer a Colômbia e só obtiveram a classificação devido aos critérios de desempates, no caso, o número de cartões amarelos.  Os Diabos Vermelhos foram os primeiros colocados na classificação geral e vêm firmes pelo título. O vencedor deste confronto enfrentará o vencedor do jogo entre Brasil e México.

Na terça-feira (03), pela manhã, um classifico europeu entre Suécia e Suíça, outra promessa de um grande jogo nesta segunda fase da Copa. Os dois times fizeram uma campanha regular na fase anterior, com vantagem para o país da cruz amarela, que venceu duas vezes. O vencedor deste duelo pegará nas quartas de finais o classificado do jogo entre Colômbia e Inglaterra, que se enfrentam na parte da tarde.

O jogo entre os sul-americanos e os europeus encera as oitavas de finais da Copa do Mundo. Apesar da grande diferença histórica entre os dois times, a promessa é de mais um grande jogo, tendo em vista que os colombianos possuem um grande elenco e quem vem demonstrando um bom futebol. Os ingleses, ao seu favor, tem o artilheiro da competição até agora, Harry Kane, que já marcou cinco vezes e quer mais.

Detalhes da fase de grupos

A fase de grupos da Copa do Mundo teve 48 jogos realizados, com 122 gols marcados, média de 2,5 gols por jogo. O público registrado já supera a casa dos dois milhões (2.178.894). A média de público está em 45.394 espectadores por jogo. Os jogos com maior número de gols marcados até o momento foram Bélgica 5 x 2 Tunísia e Inglaterra 6 x 1 Panamá, ambos com sete gols. Os jogos com maior diferença de gols foram Rússia 5 x 0 Arábia Saudita e Inglaterra 6 x 1 Panamá.

Uruguai, Croácia e Bélgica foram as três seleções que tiveram 100% de aproveitamento. A melhor campanha foi a da Bélgica, que enfileirou três vitórias, somou nove pontos e teve saldo favorável de sete gols. A Croácia (nove pontos, saldo seis) e o Uruguai (nove pontos, saldo cinco) aparecem logo atrás. O Brasil teve a quarta melhor campanha, com sete pontos e quatro gols de saldo.

Por outro lado, Egito e Panamá se despedem da Rússia sem somar nenhum ponto, com três derrotas em três jogos. O tunisiano Fakhereddine Ben Youssef escreveu seu nome na história das Copas ao marcar o gol de número 2.500 dos Mundiais. O maior goleador do Brasil é Philippe Coutinho, que marcou duas vezes. Neymar, Paulinho e Thiago Silva fizeram um gol, cada.