No desfile da Independência do Brasil, Reinaldo ressalta confiança da população em passar país a limpo
Por Redação Publicado 8 de setembro de 2017 às 07:00hs
Governador diz que país esta sendo passado a limpo

O desfile cívico-militar em comemoração aos 195 anos da Independência do Brasil reuniu mais de 15 mil pessoas na Avenida 14 de Julho em Campo Grande. Durante a solenidade, o governador Reinaldo Azambuja ressaltou a confiança dos brasileiros em ‘passar o Brasil a limpo’. A comemoração reuniu integrantes de escolas públicas estaduais e municipais, grupamentos militares da Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar de MS, além de entidades da sociedade civil organizada.

“A festa do 7 de Setembro é uma data comemorativa das mais importantes para nossa população. É quando o Brasil se assumiu como República, independente de Portugal. Vejo com tranquilidade a participação das pessoas e também as manifestações da nossa  gente, porque isso mostra que o Brasil está sendo passado a limpo. Nós precisamos desse regramento constitucional, é um rito importante que está em processo de tomada de consciência, para que possamos fazer a travessia da política nacional”, frisou o governador.

Para o Comandante Militar do Oeste, General de Exército José Luiz Dias Freitas, a presença maciça reforçou a demonstração e civismo da população que compareceu em peso na manhã desta quinta-feira para o desfile. “Estamos muito contentes com a participação pacífica da população que veio prestigiar esse evento de extrema importância para a soberania nacional. Nós militares somos cidadãos fardados e assim como os civis temos muito a comemorar pela independência de um país tão próspero quanto o Brasil. Essa é uma data importante que tem o dever de ser lembrada para todos nós. O Governo de MS, ao lado do CMO, assim como todas as instituições que estiveram presentes aqui hoje estão de parabéns por mais essa festa da democracia”, afirmou.

A programação teve início às 9h, com a solenidade de abertura no palanque das autoridades, no cruzamento da rua 14 de Julho com a avenida Afonso Pena. O desfile iniciou na rua Maracaju e terminando na 15 de Novembro. A cerimônia começou com o acendimento da Chama Sagrada da Pátria, simbolizando o calor patriótico do povo brasileiro. As tropas do Exército, compostas por 2.100 militares, deram continuidade ao desfile, seguidos por 750 integrantes da Base Aérea de Campo Grande, do Pelotão de 50 homens da Marinha e dos militares das Forças Auxiliares do Estado – Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, que se apresentam motorizados.

A Força Terrestre foi representada pelo Comando Militar do Oeste com grupamentos escolares de Cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e de alunos do Colégio Militar de Campo Grande (CMCG). Desfilaram ainda os ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB) e representantes das Organizações Militares do CMO. No desfile motorizado, foram apresentadas inúmeras viaturas utilizadas pela Força, com destaque para o Carro de Combate M-60A3TTS, com cerca de 52 toneladas e a Viatura Blindada de Transporte de Pessoal GUARANI, a mais moderna viatura blindada sobre rodas em utilização no Exército.

Desfile

As comemorações tiveram início com a aluna a Escola Estadual Professor Emygdio Campos Widal, Thaisa Camila Tremeschin Torres, de 15 anos, que acendeu Chamada Independência. “Fui escolhida entre os melhores alunos da escola. Nossa comunidade veio em peso prestigiar o evento. Nossa diretora veio pessoalmente me parabenizar. É a primeira vez em toda minha vida que participo do desfile. Estou muito contente em poder representar meus colegas e fazer parte da história do nosso estado”, disse.

Para proporcionar comodidade e segurança ao público, o Governo de MS montou 200 metros de arquibancada (dois módulos de 100 metros cada – Da Rua 15 de Novembro até a Rua Barão do Rio Branco) e disponibilizou 10 banheiros químicos espalhados ao longo do trajeto do desfile. Equipes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, Samu e Defesa Civil (Estadual e Municipal) também estiveram a postos no evento.

Maria Sebastiana da Costa, 59 anos, assistia o desfile das arquibancadas. Para ela, as comemorações destacam o patriotismo e incentivam jovens e adultos a serem cidadãos de bem. “Faz 40 anos que venho ao desfile. Consegui colocar oito pessoas da minha família, entre filhos, sobrinhos e primos, no exército brasileiro. Esse desfile é importante, principalmente para as crianças e jovens que necessitam desse incentivo, reforçando o patriotismo. O que eu mais gosto é a união das pessoas e o amor pelo nosso Brasil”, declarou.

A radialista Athena Stoeltzlen Kefalinos, 31 anos, levou o filho Yanes, de 4 anos, para seu primeiro desfile. “Nós fomos aos portões abertos do exército e meu filho ficou encantado. Desde então tinha certeza que ele iria gostar muito de estar presente e ver o desfile das nossas forças policiais, escolas e entidades. Esse é o primeiro desfile cívico-militar da vida dele. Nós acordamos bem cedo para estar aqui e estamos muito animados”, ressaltou.

Elza Pereira da Silva Oliveira, de 58 anos, estava muito contente nas arquibancadas. Segundo ela, a família toda estava presente para assistir a sobrinha que é militar no Comando Militar do Oeste. “Minha sobrinha serve o quartel e veio desfilar hoje pela primeira vez. Viemos todos que pudemos da família. É um orgulho que não tem como expressar. O mais importante para mim nesse evento é o patriotismo, o sentimento de perteaúnancer a um lugar soberano como nosso Brasil, que é um país de imensidão e cheio de riquezas”, encerrou.