Meio Ambiente de MS fica livre de 547 mil copos descartáveis de café
Por Redação Publicado 6 de junho de 2018 às 11:06hs

O benefício em favor da natureza no Estado que tem um grande número de ecossistemas, como por exemplo, o Pantanal, que forma a maior área alagada do planeta com 4.700 espécies de fauna e flora, é mais um dos resultados do Programa de Sustentabilidade do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul. Para celebrar a Semana Mundial do Meio Ambiente, a Corte de Contas concretizou uma ação que substitui o uso de copos descartáveis de café por uma caneca reutilizável, feita de fibra de côco e que a partir de agora, passa a ser usada por todos os servidores.

A entrega da caneca sustentável foi feita dentro de uma programação realizada pelo TCE-MS, por meio da Escola Superior de Controle Externo (ESCOEX), na tarde desta terça-feira (05), que contou com ações voltadas para a conscientização na educação ambiental e sustentabilidade, palestras, apresentações.

Na abertura do evento intitulado “Diálogo Interno – Educação Ambiental”, o vice-presidente do TCE-MS e diretor-geral da ESCOEX, conselheiro Ronaldo Chadid, destacou que a realização do importante evento é fruto de uma proposta feita pelo conselheiro Marcio Monteiro a Corte de Contas para trazer aos servidores bem como para a sociedade uma reflexão sobre o papel de cada um na defesa do meio ambiente.

“Devemos ser conscientes de que somos parte importante na defesa do meio ambiente, e nesse sentido, através das propostas, debates e das reflexões propostas no dia de hoje, dessa forma passemos a observar não apenas a regularidade da execução orçamentária e dos atos administrativos praticados pelos gestores públicos, como também, a efetividade de suas gestões quanto ao cumprimento das normas ambientais”, enfatizou Ronaldo Chadid.

Em seguida foram apresentadas aos servidores todas as ações realizadas pelo Tribunal de Contas em favor da sustentabilidade. Dentro das ações externas,apresentadas pelo chefe do setor de engenharia, Carlos Alberto Said Nogueira, mereceu destaque o Programa de Resíduos Sólidos, uma iniciativa inédita e referência nacional, proposta para resolver o problema do lixo urbano em todos os municípios do Estado.

Já nas ações internas do TCE-MS foi apresentada a substituição das lâmpadas frias por lâmpadas de led, que gerou uma economia de 30% no consumo de energia entre os anos de 2015/2016, instalação de válvula redutora de pressão nos banheiros, gerando redução de 65,38% na utilização da água na Corte de Contas. O plantio de mudas de árvores no jardim e no estacionamento do TCE-MS foi outra ação divulgada que proporcionou diversos benefícios como, por exemplo, a proteção aos veículos que ficavam expostos ao sol o que ocasionava uma temperatura interna de até 70ºC.

Foram destacadas, também, campanhas de coleta de pilhas e baterias de celulares, utilização de copos reutilizáveis de água para substituir anualmente o consumo de 2 milhões de copos descartáveis e ainda, o uso sustentável de papel toalha.

O conselheiro Marcio Monteiro, presidente do Comitê Permanente Sustentabilidade do TCE-MS, fez uma apresentação aos servidores sobre o “Despertar as boas práticas de sustentabilidade”, e, além de abordar sobre o conceito de sustentabilidade destacou que: “Mais importante que ter consciência sobre sustentabilidade é termos atitude para mudarmos hábitos nocivos ao meio ambiente, precisamos criar o hábito em ter práticas sustentáveis em nosso dia a dia”.

No fim da programação, foi lançado o novo curso de Educação a Distância (EAD)          oferecido pelo TCE-MS por meio da ESCOEX, que traz como tema: “O papel do Tribunal de Contas na defesa do meio ambiente”, ministrado pela servidora e Doutora em Direito das Relações Sociais, Rosana Bertucci.