Marcos Alex quer reduzir imposto e acabar com fila por vagas em creches
Por Redação Publicado 23 de agosto de 2016 às 11:44hs

Candidato petista promete, ainda, criação de um hospital e por fim a “máfia do tapa-buraco”

Reduzir impostos, criar um hospital público e zerar a fila de espera por vagas nos Ceinfs (Centro deEducação Infantil), defende, em sua campanha a prefeito, Marcos Alex, do PT. Em visita ao Campo Grande News,  nesta terça-feira (23), o candidato afirmou que fará “mais com menos” e focará em competência administrativa, em uma eventual vitória no Paço Municipal.

Nas ruas e na televisão, disse que pretende dialogar com a população e “buscar ao máximo reforçar a candidatura”. A receita para acabar com a crise administrativa e político, para Marcos Alex, é ter “capacidade de gestão”, com um time de secretários autônomo, para descentralizar a administração pública.

A relação com a Câmara Municipal será “a melhor possível”, afirmou o candidato, que hoje é vereador da Capital. “Político não pode ser problema. Vamos dialogar com a Câmara. Estou a vontade com isso e tenho maturidade política. Quero trabalhar com a Câmara e com o governo”, complementa.

Educação – Na lista de metas que promete cumprir está zerar a fila de espera de mães e pais nas creches da cidade. Ainda na educação, a ideia é colocar em prática o que está previsto no Plano Municipal do setor, em relação específica a eleição direta para diretor e diretor-adjunto nas escolas.

Os materiais dos alunos das escolas municipais serão adquiridos pelos próprios pais ou responsáveis. A ideia, segundo o candidato petista, é criar um cartão com crédito no qual oestudante poderá escolher seu caderno e demais materiais. O programa também servirá para fortalecer o comércio local. “Sem material do Paraguai. Tudo será produzido aqui”.

Tributos – Marcos Alex diz reajustará o IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano) apenas baseado no índice da inflação. Reduzirá a taxa de esgoto para 40% (atualmente é 70% sobre a cobrança da água), além de isentar moradores de loteamentos sociais do pagamento de IPTU.

Saúde – Neste setor, o candidato afirma que criará, em quatro anos de um eventual mandato, um hospital público com centro de diagnóstico e demais estruturas completas. Contrário as chamadas OS, as organizações sociais, o petista afirma que valorizará os servidores municipais, com a elaboração do plano de cargos e carreira. Chefia das unidades de saúdesó será ocupada por servidor de carreira, ao contrário do que ocorre hoje. “Acabar com nomeações politiqueiras”.

Habitação e infraestrutura – Criar 15 mil moradias na região central, para pessoas com faixa de remuneração de zero a seis salários mínimos. Na infraestrutura, a promessa de Marcos Alex é acabar com a “máfia do tapa-buraco”, controlando a quantidade e volume do material utilizado para reparar o asfalto e democratizando a escolha das empresas que promoverão o serviço.

Cultura, lazer e esporte – Para a cultura, a promessa é de cumprir a destinação de 1% do orçamento e criação de uma escola de arte, além de reforma o centro cultural José Octávio Guizzo, que fica nas dependências do Paço Municipal. No esporte, a ideia é oferecer bolsas de iniciação esportiva em parcerias com as federações. Por fim, aproveitar espaços recreativos e praças para atividades gratuitas de lazer.

Segurança – Valorização da Guarda Municipal, aproveitamento do efetivo e instalar videomonitoramento nas saídas da cidade, além dos corredores comerciais nos bairros.

Marcos Alex tem 54 anos e foi vereador por quatro mandatos. O candidato é o segundo a conversar com o Campo Grande News, que promove uma rodada de entrevistas com os postulantes ao cargo de chefe do Paço Municipal.

Fonte: Campo Grande News

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!