MAPA apresenta ações contra fraudes em frigoríficos
Por Ariel Moreira Publicado 8 de maio de 2017 às 10:23hs

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) apresentou balanço das ações desenvolvidas durante a Operação Carne Fraca aos representantes das embaixadas de 29 países e blocos que importam carne brasileira.

A operação foi deflagrada pela Polícia Federal em março último. Diante das denúncias de supostas irregularidades, o Mapa adotou uma série de procedimentos com objetivo de mostrar aos importadores a segurança e a robustez do sistema de inspeção sanitária de produtos de origem animal.

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luis Pacifici Rangel, o Brasil não tem problemas sanitários. “O que aconteceu foram desvios de conduta de uma minoria de servidores. O problema foi pontual. Exportamos para mais de 160 países e recebemos diversas mensagens de solidariedade, que atestam a sanidade e qualidade dos produtos brasileiros.”

Atualmente, 18 estabelecimentos permanecem proibidos de exportar carnes. Os servidores afastados em razão de envolvimento já foram substituídos. O Mapa substituiu algumas chefias dos serviços de inspeção de produtos de origem animal nas superintendências federais de Agricultura de alguns estados e está em processo de substituição de outras.

Entre os 29 países e blocos que participaram da reunião, em Brasília, estavam representantes dos Estados Unidos, Japão, Chile, Austrália e União Europeia.

Com informações Mapa