Hospital do Trauma será entregue em Dezembro
Por André Farinha Publicado 26 de outubro de 2017 às 09:30hs
A obra foi retomada no ano passado e inicialmente cogitou-se a entrega para junho deste ano e o funcionamento para outubro, mas a previsão foi adiada para o último mês do ano.

Será entregue no mês de Dezembro deste ano o Hospital do Trauma, considerada uma das obras mais emblemáticas da história da Capital. Situado ao lado da Santa Casa de Campo Grande, o prédio permaneceu abandonado pelo poder público por mais de 25 anos, sendo retomado nos últimos anos pelo Governo do Estado, através do programa ‘Obra Inacabada Zero’. A expectativa é que o estabelecimento hospitalar atenda ao público ainda este ano.

Ao todo, o Hospital do Trauma terá 126 novos leitos, sendo 98 de internação, 10 de Unidade Terapia Intensiva (UTI), 18 de observação e cinco salas de cirurgias. Nos 6.300 m² de área construída, vão funcionar o setor de ortopedia e politraumatismo, com 130 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTIs, dois leitos de isolamento, 18 leitos de observação, cinco salas cirúrgicas, salas de Raio-X, tomografia e ultrassonografia. Anualmente, serão 10 mil internações, nove mil cirurgias, 500 internações, 10 mil consultas, além de ampliar os serviços de diagnósticos clínicos e de imagens.

Ao longo dos últimos 25 anos, desde que o projeto foi lançado, a obra já passou por várias alterações, de maternidade à extensão da Santa Casa, em 2005 passou a ser um hospital especializado em trauma. Para a conclusão do empreendimento, o aporte final foi de R$ 8,4 milhões, recursos empregados pela Prefeitura de Campo Grande (R$ 3,2 milhões), Ministério da Saúde (R$ 2,5 milhões), Governo do Estado (R$ 1,6 milhão) e da Associação Beneficente de Campo Grande (R$ 890 mil), entidade que administra a Santa Casa. Ao todo, a construção totalizou em R$23 milhões.

O secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, anunciou que o Governo do Estado, em parceria com a ABCG, vai investir ainda mais R$ 12 milhões para a compra dos equipamentos do Hospital do Trauma. “Nossa meta é que a inauguração seja realizada com a unidade já funcionando. A parte física deve ser concluída em Dezembro. Essa é uma obra emblemática e que vai melhorar o sistema de saúde em Campo Grande e nos 11 polos regionais”, destacou.