Furto de fiação elétrica gera prejuízo de R$ 240 mil ao Município
Por Redação Publicado 9 de julho de 2018 às 09:40hs

A Prefeitura vai investir mais de R$ 240 mil (exatos R$ 240.973,20) para repor a fiação elétrica e a iluminação em diferentes avenidas e ruas da cidade, como a Av. Presidente Ernesto Geisel, Eduardo Elias Zahran, Fernando Corrêa da Costa, entre outras. Nestes locais, vândalos e bandidos furtaram os fios de alta tensão, interrompendo o fornecimento de energia e deixando trechos das vias no escuro, prejudicando o trânsito e a segurança dos moradores.

De acordo com as informações, para tentar dificultar o trabalho dos ladrões, os fios serão “enterrados” em valetas de um metro profundidade, abertas com retroescavadeiras, quando antes, o cabeamento ficava só a 40 centímetros abaixo da superfície. “Também vamos pedir o apoio das autoridades de segurança para que investiguem os receptadores, já que é muito difícil conseguir o flagrante para prender os ladrões”, explica o gerente de Iluminação Pública,  Elionei Francisco.

No início do ano foram roubados 7.300 metros de fiação subterrânea, que se estendiam por 2,4 quilômetros em trechos das avenidas Eduardo Elias Zahran, Fernando Correa da Costa, Rua Plutão e da Praça dos Imigrantes, gerando um prejuízo de R$ 20 mil aos cofres públicos. A ação dos ladrões foi registrada por câmeras de monitoramento e mostraram que as investidas acontecem, na maior parte, aos finais de semana e durante a madrugada.

Em avenidas como José Barbosa Rodrigues, Ernesto Geisel, onde já foram registrados furtos de cabeamento, a fiação subterrânea foi substituída por redes aéreas, que  embora esteticamente não seja a solução mais indicada, tem a vantagem de dificultar o trabalho dos ladrões. Todos os casos de furtos geram boletins de ocorrências para desencadear um processo de investigação da Polícia. Os ladrões furtam a fiação e queimam a borracha para obterem o cobre, que é vendido nos depósitos de sucata e reciclagem por R$ 10,00 o quilo.