França e Austrália e o jogo da tecnologia
Por Redação Publicado 16 de junho de 2018 às 09:07hs

O jogo da tecnologia, assim será conhecido ao longo da história o confronto entre França e Austrália. A partida deste sábado (16), terceiro dia da competição, foi marcada pelo uso das duas maiores inovações tecnológicas do futebol: o sensor da linha do gol que aponta para o juiz se a bola entrou totalmente ou não, recurso este que já existia, e o aguardado árbitro de vídeo, a grande novidade desta edição e que foi usado pela primeira em uma partida de Copa do Mundo.

Com o resultado, 2 a 1, a França conseguiu por o primeiro pé na classificação para a próxima fase da Copa. A seleção lidera o Grupo C, considerado como um dos mais difíceis da competição, que tem ainda o Peru e a Dinamarca e cujo confronto acontece na tarde de hoje. Na próxima semana, a França enfrenta o Peru, se vencer, estará matematicamente na próxima fase. Já a Austrália tenta a recuperação contra a Dinamarca. Ambos os jogos acontecem no dia 21.

A vitória foi da tecnologia

Os dois recursos tecnológicos foram fundamentais para a construção do resultado. Os franceses venceram por 2 a 1, todos os gols saíram no segundo tempo. O primeiro em cobrança de pênalti. Após lançamento para o francês Griezmann, pela esquerda, ele entrou na grande área e foi derrubado por Risdon, em um carrinho perigoso.

Inicialmente, o juiz Andrés Cunha, do Uruguai, deixou Ryan sair jogando, mas consultou o VAR, o recurso de auxílio à arbitragem com vídeo, e mudou a decisão. Um fato histórico para o futebol. O próprio Griezmann converteu e colocou a França na frente.

Em seguida, Umtiti meteu a mão na bola de forma inexplicável, depois do cruzamento de Mooy, e o juiz rapidamente marcou o pênalti. Jedinak cobrou rasteiro, no canto esquerdo, e deixou tudo igual para a Austrália.

O gol decisivo da França saiu aos 34, Pogba tabelou com Mbappé e com Giroud. Em seguida, disputou a bola com Behich e, no bate e rebate, acerta o travessão. A bola vai ao chão e sai para fora do gol. O juiz deu o gol após o sinalizador no seu braço marcar que a bola entrou inteira dentro do gol.