Estado fará concurso público para carreira de Gestão de Medidas Socioeducativas
Por Redação Publicado 26 de junho de 2018 às 10:06hs

O Governo do Estado antecipou, na segunda-feira (25), a confirmação para realização de concurso público para ingresso na carreira de Gestão de Medidas Socioeducativas. A autorização do governador Reinaldo Azambuja será publicada nos próximos dias. Ao todo, serão 201 vagas para o cargo de Agente de Segurança Socioeducativa com salário inicial de R$ 2.757,80. Para o cargo de Analista de Medidas Socioeducativas serão 11 vagas para a área de psicologia e 16 para área de serviço social com salário inicial em torno de R$ 4.879,19.

De acordo com o superintendente de Assistência Socioeducativa (SAS), Celso Ramos, desde 2013 a categoria não é contemplada com novos servidores. “O novo efetivo atenderá todas as unidades educacionais, melhorando significativamente o trabalho realizado pela SAS”, definiu.

A expectativa é que o edital já venha com a nova determinação que altera o nível educacional de médio para superior para investidura no cargo de Agente de Segurança Socioeducativa e na carreira de Gestão de Medidas Socioeducativas, conforme a orientação da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que após visita à Unei Dom Bosco encaminhou relatório propondo que o Estado reformule a Lei nº 4.894, de 2016, em conformidade com o Plano Nacional de Atendimento Socioeducativo.

Representando os servidores, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos da Administração do Estado de MS (Sindsad), Lilian Fernandes, comemorou o atendimento de três demandas importantes, com a autorização do concurso público para preenchimento do quadro nas 10 unidades do Estado, a projeção no nível educacional da carreira e o Plano de Cargos e Carreiras. “São demandas importantes que valorizam a categoria e sem dúvida nenhuma vai motivar o servidor”, garantiu.

O secretário estadual de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, lembrou que o Governo cumpre mais um compromisso importante com os servidores, em especial, com a Segurança Pública. Além da convocação de novos servidores para Agepen, encerra no primeiro semestre o concurso para reposição nos quadros da Polícia Civil, trabalha no concurso público para reposição de 650 vagas na Polícia Militar e Bombeiros Militares e, agora, fecha o ciclo com a reposição dos servidores que desempenham função nas Uneis. “São mais de 1.500 novos servidores só na Segurança Pública”, observou.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!