Com regras para funcionamento publicadas, City Tour deve ser retomado em breve
Por Redação Publicado 28 de junho de 2018 às 10:13hs

O City Tour retomará os passeios turísticos na Capital em agosto, mês de aniversário da cidade, pelo menos é esta a expectativa da Prefeitura Municipal, que publicou nesta quinta-feira (28) no Diário Oficial do Município (Diogrande) as regras para a funcionalidade do serviço. A Lei 6.028, de 26 de junho de 2018, institui o serviço City Tour Oficial de Campo Grande e que será administrado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECTUR).

A lei em pauta autoriza a Prefeitura a terceirizar o serviço, um edital será lançado, em breve, com essa finalidade. A concessão terá 10 anos de validade, podendo ser prorrogado por mais 10. A empresa poderá adquirir um veículo próprio para os passeios e também poderá usar o ônibus pertencendo ao Município, que está parado desde o Natal de 2017, quando o City Tour voltou a funcionar temporariamente.

O serviço turístico foi interrompido, em definitivo, em janeiro de 2016 pelo Campo Grande Convention & Visitors Bureau, após uma série de irregularidades e devido à baixa procura pelos passeios. Na época, o ônibus de turismo, que já atende a cidade há 14 anos, passou a apresentar falhas mecânicas e suas idas às oficinas tornaram-se constantes, o que forçava o cancelamento de passeios agendados.

As regras para o serviço

A lei sancionada pelo prefeito Marcos Trad determina que o City Tour tenha, ao menos, duas saídas diárias, entre diurno e noturno. O roteiro deve ser realizado em locais que tenha a logística e infraestrutura adequada, como espaço definido para a parada do ônibus, tempo de duração e que estimule o consumo de produtos regionais. Também há exigência de acessibilidade para pessoa com deficiência.

Os pontos turísticos serão definidos mediante resolução da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, sendo que, além do roteiro oficial, poderão ser criados roteiros temáticos, como de Natal, para atender eventos geradores de fluxo de turistas conforme acordo com a Sectur, e também nos bairros de Campo Grande, conforme demanda do Município.

O City Tour deverá reservar 74 vagas, por semana, para atender atividades organizadas pelo Município, para cotas destinadas as instituições filantrópicas, escolas públicas, Centros de Educação Infantil e grupos da terceira idade. Sendo que, para esses, deverá ser cobrado apenas o valor do seguro, a organização será de responsabilidade da entidade, devendo ser feito a reserva com antecedência.

Também deverão disponibilizar colaboradores previamente treinados, uniformizados e identificados, promovendo treinamentos gerais e específicos de toda a equipe de trabalho com registro de evidências e apresentação de cronograma anual, necessários a garantir a execução dos trabalhos dentro dos níveis de qualidade desejados.

A Lei ainda determina que é dever do Município fazer a manutenção necessária para o bom funcionamento do Ônibus, além de prever a expansão das rotas e horários do City Tour através da aquisição de mais veículos ou a realização de parcerias público-privadas para este fim, bem como realizar seguro dos usuários do City Tour Oficial de Campo Grande, assim como de terceiros.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!