Chiquinho Telles questiona Energisa pelo reajuste nas contas de luz
Por Redação Publicado 5 de abril de 2018 às 15:55hs

Com a aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os consumidores residenciais vão amargar, a partir do dia 8 de abril, aumento de 10,65% nas contas de energia elétrica, e as empresas, 7,91%.

O líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Chiquinho Telles (PSD), questionou o reajuste nesta quinta-feira,  “principalmente se formos levar em conta a falta de qualidade nos serviços prestados por essa concessionária, gerando constantes reclamações por parte dos consumidores”.

Requerimento apresentado por Chiquinho Telles pede explicações da Energisa, de forma detalhada, quais foram os investimentos feitos, nos últimos quatro anos,  para melhorar o sistema de distribuição, haja vista que a empresa sempre aparece no ranking de reclamações.

Segundo o Parlamentar, argumentos apresentados pela concessionária não se sustentam. “O projeto de ampliação de rede em Campo Grande é a Prefeitura que desenvolve. A troca de lâmpadas e braços de iluminação pública é a Prefeitura que realiza”, observou ao ressaltar também o absurdo da Energisa não pagar taxas de uso e ocupação do solo para os postes de energia elétrica, “mas cobra de operadoras de telefonia aluguel pelo uso do mesmo”.

O Vereador quer saber quais são e onde foram feitos os investimentos, já que as reclamações ocasionadas pela falta de energia são constantes.

O Vereador quer saber quais são e onde foram feitos os investimentos, já que as reclamações ocasionadas pela falta de energia são constantes.

A luta de Chiquinho Telles contra a deficiente prestação de serviços da Energisa é antiga,  inclusive já realizou audiência pública para debater as tarifas aplicadas e variações nos valores das contas de energia elétrica dos consumidores da Capital. “Tem que haver maior discussão, para que os consumidores não sejam prejudicados”.