Cabo Almi cobra do governo incorporação do abono salarial dos servidores da educação
Por Redação Publicado 9 de julho de 2018 às 15:08hs

O deputado Cabo Almi(PT) fez parte da comissão formada por deputados estaduais e representantes dos servidores administrativos da Educação para negociar com o governo do Estado na intermediação do envio de Projeto de Lei em benefício da categoria. Os trabalhadores da educação reivindicam a incorporação do abono de R$ 200,00(duzentos reais) aos vencimentos do salário base. O encontro foi realizado na terça-feira (03/07) na secretaria de Governo, no Parque dos Poderes.

O governo se comprometeu, através do secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, estudar a viabilidade através de um projeto de lei e encaminhar para a Assembleia Legislativa para ser analisado e votado pelos deputados no dia seguinte (04/07), o que acabou não acontecendo e frustrou os servidores que estavam mobilizados no plenário para acompanhar a votação.

Vale ressaltar que o salário base sem o abono, de um servidor administrativo do Estado de Mato Grosso do Sul, é de R$ 854,00, abaixo do salário mínimo legal estabelecido pela Constituição Federal que é de R$ 954,00.

No plenário da Assembleia Legislativa, Cabo Almi se solidarizou com os servidores e lamentou a falta de vontade política do governo do Estado e afirmou que todas as alegações para não atender os trabalhadores administrativos da educação, são balelas. O governo assumiu compromisso sabendo que não cumpria, haja vista que abriria um precedente para incorporar o abono para as outras categorias de servidores. O governador Reinaldo Azambuja encerra o seu governo de forma melancólica, falta a ele a responsabilidade para com os servidores, disse o parlamentar.