Aumenta o índice de famílias endividadas em Campo Grande
Por Redação Publicado 5 de abril de 2018 às 10:03hs
A PEIC (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), desenvolvida pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) aponta que em março o índice de famílias com dívidas como cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, subiu. No mês passado, 55,3% diziam ter compromissos parcelados, contra 51,2% em fevereiro.
“Cabe destacar nesses aspectos que o índice de inadimplência também aumentou. Apesar disso, como amenização desse cenário percebe-se que esse indicador é menor que em relação a março de 2017”, diz o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS, Edison Araújo.
De 28,9%, o índice de famílias com contas em atraso passou para 30,3% em março. Em março do ano passado, eram 34%. Já as famílias que disseram não ter condições de pagar passaram de 10,9% em fevereiro para 12,3% em março. No mesmo período do ano passado foram 14,9%.