Alta do dólar e queda do petróleo pressionam preços do açúcar
Por Redação Publicado 20 de agosto de 2015 às 11:43hs

Nesta quarta-feira (20), a alta do dólar e a queda do petróleo fizeram os preços do açúcar cair nas bolsas internacionais

A análise do jornal Valor Econômico disse que o recuo da commodity também foi consequência das incertezas que pairam sobre a economia chinesa. O mercado acionário chinês havia caído na madrugada de quarta, antes de fechar no positivo.

Os traders “estão preocupados com o colapso nas últimas sessões dos mercados chineses de ações e a implicação para o crescimento econômico em geral e a percepção de destruição da demanda por commodities”, afirmou Tom Kujawa, do departamento de soft-commodities da Sucden Financial.

Em Nova York, o açúcar caiu 14 pontos no vencimento outubro/15, cotada a 10,59 centavos de dólar por libra-peso. Nas telas março e maio/16, a retração foi de 15 pontos em relação à véspera. Nos outros lotes, o preço da commodity também desvalorizou.

Em Londres, o açúcar caiu 4,90 dólares no vencimento outubro/15 e foi comercializada a US$ 339,00 a tonelada. No lote dezembro/15, ele recuou 3,60 dólares. De maio a agosto/16, a queda oscilou de 3,20 a 4,10 dólares.

Mercado doméstico

No mercado interno, os preços do açúcar voltaram a subir ontem. De acordo com os índices do Cepea/Esalq, os negócios foram firmados em R$ 46,91 a saca de 50 quilos do tipo cristal, alta de 0,13%.

Etanol hidratado

Os preços do etanol hidratado ficaram valorizados nesta quarta-feira. Segundo a Esalq/BVMF, o metro cúbico do biocombustível foi comercializado a R$ 1.102,00, alta de 0,73%.

Fonte: Portal do Agronegócio