AEM-MS registra alto índice de reprovação em balanças de farmácia de manipulação
Por Redação Publicado 25 de abril de 2018 às 09:26hs

Verificação realizada pelos agentes da Agência Estadual de Metrologia (AEM-MS), em balanças utilizadas por farmácias de manipulação em Mato Grosso do Sul detectou o mais alto índice de reprovação desses equipamentos nos últimos cinco anos. A AEM é órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e delegado do Inmetro.

Das 584 balanças cadastradas na AEM e que são utilizadas em farmácias de manipulação no Estado, 279 foram verificadas pelos agentes metrológicos no período de 15 de janeiro a 13 de abril deste ano. Deste montante, 44 foram reprovadas. “Esse número representa 16% dos instrumentos verificados, um percentual acima da média e o maior que registramos nos últimos cinco anos, informa a diretora Técnica da Agência, Luciana Boni Cogo.

Entre as irregularidades mais graves encontradas nas balanças está o fato de os instrumentos apresentarem margem de erro acima do máximo admissível nas medições. No procedimento de verificação metrológica os agentes fazem uma inspeção visual na balança (dígito queimado, avarias, placas de identificação, estado de conservação, etc) e realizam ensaios metrológicos (ensaio de pesagem, ensaio de fidelidade e ensaio de excentricidade).

Em casos de dúvidas, reclamação ou denúncia, a AEM conta com um canal de comunicação com o cidadão por meio da Ouvidoria 0800 675 220 ou pelo telefone (67)  3317-5779 ou ainda por e-mail (ouvidoria@aem.ms.gov.br).