Acontece Agora ! Suspeitos e massacre estão cercados por polícia na França
Por Redação Publicado 9 de janeiro de 2015 às 11:43hs

150109105414_france_police_helicopter_624x351_ap

Ataque à ‘Charlie Hebdo’: Suspeitos e massacre estão cercados por polícia na França

As manifestações de solidariedade às vítimas do ataque de quinta-feira ganharam uma nota controvérsia envolvendo uma possível participação do partido de extrema-direita Frente Nacional numa marcha no domingo organizada pelo governo francês.

A líder do partido, Marine Le Pen, disse que a legenda tinha sido proibida de comparecer ao evento, mas o governo francês deu a entender que apenas não fez um convite formal.

A Frente Nacional conquistou 11 prefeituras nas eleições locais de abril e Marine recebeu 17% dos votos no pleito presidencial de 2012, ficando em terceiro lugar.

09:14 GMT

Um homem disse à rádio France Info que apertou as mãos de um dos suspeitos. O homem fazia uma visita de negócios à gráfica CTD e foi recebido pelo dono e o que acreditou ser um policial. “O homem estava vestido de preto e fortemente armado”. Depois de apertar a mão de ambos, o visitante foi instruído a deixar o local.

09:10 GMT

A rádio francesa Europe 1 pôs no ar uma entrevista com o dono de um carro roubado durante a fuga dos suspeitos do ataque à revista Charlie Hebdo. O homem disse que seu Peugeot 206 foi abordado por dois homens armados que lhe pediram calmamente que descesse do carro.

Ainda segundo o homem, os dois suspeitos lhe deram instruções para um eventual contato com a mídia. “Eles me disseram para informar que eram da Al-Qaeda”, contou.

09:05 GMT

O cerco aos suspeitos do massacre contra a revista Charlie Hebdo na cidade de Dammartin-en-Goele afetou os voos no aeroporto Charles de Gaulle, situado a 12 quilômetros do local.

Autoridades do aeroporto disseram ter modificado horários de decolagens e de pousos de aviões. A cidade fica próxima à pista situada no nordeste do aeroporto.

08:41 GMT

Fontes da polícia francesa disseram à BBC que agentes entraram em contato com os dois homens mantendo uma pessoa como refém em Dammartin-en-Goële. Os dois homens, que a polícia acredita serem os suspeitos do ataque à Charlie Hebdo,teriam manifestado sua intenção de “morrer como mártires”.

08:37 GMT

Em Dammartin-en-Goële, cidade onde ocorre o cerco aos suspeitos, as escolas estão fechadas e hospitais da região montaram um esquema especial para receber feridos na operação policial.

08:35 GMT

Em entrevista coletiva, o presidente da França, François Hollande, adotou um tom desafiador. “A França tem um Estado que é uma força e uma garantia”, afirmou.

ZapNews : Aqui a notícia é rápida!
Acontece Agora ! Suspeitos e massacre estão cercados por polícia na França
Fonte: ZapNews