Ação da Receita Federal apreende R$ 3,8 milhões em contrabando
Por Redação Publicado 24 de junho de 2016 às 16:56hs

Em sua 4ª etapa, a Operação Muro Alto da Receita Federal fiscalizou cerca de 7,3 mil veículos desde o início em maio e apreendeu R$ 3,8 milhões em mercadorias que entraram ilegalmente no Estado pela fronteira com o Paraguai. Em junho, a ação está agindo em parceria com a Operação Ágata 11, coordenada pelas Forças Armadas.

Desencadeada no dia 4 de maio, a operação age nas cidades de Mundo Novo, Três Lagoas, Bataguassu, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Dourados e Ponta Porã, com o objetivo de combater o contrabando, descaminho e outros crimes na fronteira com o Paraguai.

Nos 45 dias de ação, 7,3 mil veículos foram fiscalizados, R$ 3,8 milhões em vestuário e eletrônicos apreendidos e R$ 1,5 milhões em veículos utilizados para o contrabando foram apreendidos. Os servidores da Receita Federal realizam rondas, patrulhas e barreiras móveis para coibir a circulação de produtos nocivos à saúde e ao meio ambiente, além da prática de crimes que geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio regularmente instalado em nosso país.

Além das mercadorias, a operação também apreendeu duas armas, 150 munições e drogas, sendo 2,6 toneladas de maconha, avaliadas em R$ 2,7 milhões, 3,5 kg de haxixe, avaliados em R$ 7 mil e 110 kg de cocaína, avaliados em R$ 5,5 milhões. Ao todo, 18 pessoas foram presas durante as ações.

Desde o dia 13 de junho, a Receita Federal está atuando em conjunto com a Operação Ágata 11 na fronteira com o Paraguai. Somente entre os dias 20 e 24 de junho, a operação Muro Alto apreendeu R$ 155 mil em vestuário, além dos veículos que faziam o transporte, avaliados em R$20 mil.

Fonte: Campo grande news